9.7.08

Lei seca

Aprovei total! Essa nova lei, de que não se pode dirigir com qualquer nível de álcool no sangue, foi a melhor coisa que fizeram. Claro que as pessoas têm todo o direito de beber o quanto quiserem, mas colocar a vida dos outros em risco por causa disso é um pouco demais, né? Até entendo que alguém dirija sem carteira. Mas depois de beber? Pra mim não tem desculpa.

Ouvi gente reclamar de que o happy hour acabou, que não pode mais se divertir. Duas coisas: Não é possível se divertir sem beber? Pra mim não só é possível, como é bem melhor. E dirigir? Faz parte da diversão? Deixa o taxista ganhar o dinheiro dele, gente.

Mas o que mais me chamou a atenção foi, novamente, a cobertura da mídia. O Brasil é um país tão esquisito que, quando uma lei é cumprida à risca, vira notícia. Não deveria ser o contrário? Todo dia, o noticiário: X pessoas foram presas; tantos motoristas foram multados. Os brasileiros precisam aprender que a lei é pra ser cumprida mesmo, sem jeitinhos. Sandra Annemberg, no global Jornal Hoje, arregaçou: "Há muito tempo não se vê uma lei ser tão cobrada no Brasil".

É por essas e outras que eu não sei se ainda sonho com um país civilizado, educado e honesto.

Um comentário:

mi do carmo. disse...

Eu acho que "sonho com um país civilizado, educado e honesto" vale pro mundo. Aqui, temos essas coisas, em outros lugares elas não existem, mas compensam em outras vergonhas. Tem como sonhar com uma humanidade civilizada?

E essa Lei Seca eu achei foi boa tb! Happy Hour? Ó, eu gosto de beber mas se tem algo que o custo benifício é altissimo é pegar um táxi. O problema é: como toda lei, justiça e etc...tem fraude. No São Pedro do Toa a Toa fiquei sabendo até de uma lista de motoristas nas mãos dos "poliça" que estavam permitidos a passar. Se for verdade, é uma vergonha... Especulações das quais não duvido muito...