6.1.11

Resoluções para 2011

Outro dia vi na televisão uma daquelas velhas matérias sobre as promessas de ano novo. "Traçar metas possíveis, blá, blá, blá". Mas dessa vez a entrevista falou que se deve escrever as metas, para avaliar a evolução ao fim do ano. Beleza! Estou cinco anos adiantada!!

O revéillon na casa da minha mãe já é tradicional. Foi divertido, apesar de estar sem minhas sobrinhas, que estavam viajando. E detesto a sensação que tenho sempre no momento da virada do ano. Aquela nuvenzinha carregada que passa sobre minha cabeça e me faz pensar que alguma coisa ruim pode acontecer no ano que começa. Uma amiga psicóloga diz que essa é uma característica da cultura cristã, ter medo da felicidade. Como se ser feliz tivesse um preço e a gente fica esperando que seja cobrado... Mas, é uma sensação e não um aviso. Além do mais, a virada do ano é um recomeço subjetivo, criada pela mente humana. Na prática, não se muda tanto assim. Não é, Drummond?

Depois desse "desabafo", escrevo as minhas resoluções para 2011.

- Organizar a construção da minha casa;

- Comprar um carro;

- Ajudar Dudu a entrar na faculdade;

- Emagrecer;

- Me candidatar a um mestrado;

- Curtir muito Cacá;

- Curtir muito Dudu;

- Ler mais;

- Conviver com minha família;

- Deixar meu cabelo crescer.

É bom deixar claro que esta lista não está em ordem cronológica, muito menos de importância. Agora vou curtir minhas férias!

2 comentários:

Kelly disse...

gostei da oração bota meu nome ai também

irene disse...

ou bota meu nome também nesta oração